O que é terapia sexual?

O que é terapia sexualVocê já pensou em ver um terapeuta sexual para ajudar com um problema sexual?

Se a pergunta faz você se sentir desconfortável, você não está sozinho.

A ideia de discutir os meandros da vida sexual de alguém com um estranho pode ser estranha, especialmente se você achar difícil falar sobre sexo.

E a terapia sexual pode ter um ar de mistério em torno dela. O que exatamente acontece durante as sessões?

Simplificando, a terapia sexual é uma forma de psicoterapia destinada a abordar problemas sexuais para indivíduos e para casais.

É apenas terapia de conversa – não ocorrem situações sexuais durante as sessões.

Os terapeutas podem ajudar os clientes:

  • Aprenda mais sobre sua sexualidade, incluindo os aspectos anatômicos do sexo;
  • Construir habilidades de comunicação para que eles possam conversar com os parceiros sobre sexo;
  • Desenvolver estratégias e técnicas para melhorar o relacionamento sexual de um casal;
  • Trabalhar através de orientação sexual ou questões de identidade de gênero;
  • Lidar com abuso sexual passado ou trauma;
  • Aprenda a lidar com comportamentos sexuais indesejados ou compulsões.

Às vezes, fatores psicológicos contribuem para problemas sexuais, como falta de desejo do homem.

Por exemplo, a ansiedade pode desempenhar um papel na ejaculação precoce ou no vaginismo. Os terapeutas também podem ajudar com isso.

Alguns parceiros chegam a tomar remédios para aumentar o desejo da mulher e do homem, mas as vezes os problemas são psicológicos.

A terapia sexual pode ajudá-lo?

Hoje, responderemos a algumas perguntas comuns que podem orientar sua decisão.

Quais são os primeiros passos?

Antes de começar a procurar um terapeuta, consulte seu médico. Este pode ser seu médico regular, um urologista ou um ginecologista.

Às vezes, problemas sexuais têm causas físicas. Por exemplo, a disfunção erétil (DE) – a incapacidade de obter uma empresa de ereção suficiente para o sexo – pode ser um sintoma de uma condição médica subjacente como diabetes ou doença cardíaca.

Sexo doloroso para mulheres pode estar relacionado à endometriose ou a alterações hormonais durante a menopausa.

O baixo desejo sexual em homens e mulheres pode estar ligado a estresse, fadiga ou medicamentos como antidepressivos.

Quem são terapeutas sexuais?

Os terapeutas sexuais podem ser psicólogos, médicos, assistentes sociais ou outros profissionais clínicos.

Geralmente eles têm pós-graduação e treinamento especial em questões sexuais e aconselhamento.

Como faço para encontrar um terapeuta sexual?

Muito provavelmente, o seu médico pode encaminhá-lo para um terapeuta sexual especializado no tipo de problema que você está tendo.

Se não, procure alguém através de uma associação profissional, como a Associação Americana de Educadores em Sexualidade, Conselheiros e Terapeutas (AASECT).

Seu terapeuta deve ter treinamento apropriado, credenciais e licenciamento. Não hesite em perguntar ao terapeuta sobre seu histórico antes de iniciar a terapia.

Se por algum motivo você se sentir desconfortável com seu terapeuta, ou se achar que o relacionamento terapeuta-cliente não é um bom ajuste, não há problema em procurar outro.

Para que a terapia sexual seja eficaz, é importante ter um bom relacionamento.

Como é uma sessão de terapia sexual?

Sessões geralmente ocorrem no consultório do terapeuta. Alguns terapeutas trabalham em centros médicos, mas muitos têm práticas privadas.

Muitos projetam seus espaços de consulta como salas de estar em um esforço para tornar a atmosfera relaxante e acolhedora.

Terapeutas sexuais entendem que você pode estar nervoso. Eles são treinados para deixá-lo à vontade e guiá-lo pela conversa.

Eles provavelmente perguntarão sobre sua saúde física, seu relacionamento com seu parceiro, sua educação sexual e sexual e suas atitudes em relação ao sexo.

Uma vez que eles entendem o problema, eles podem atribuir “lição de casa”. Isso pode ser ler ou assistir a vídeos para aprender mais sobre o corpo e a técnica sexual.

Também pode incluir exercícios para tentar com seu parceiro, se você tiver um. O foco sensível – um processo que passa do toque não sexual ao sexual – é um tipo de exercício, projetado para promover a confiança e a intimidade entre os parceiros.

Lembre-se de que as sessões de terapia sexual são apenas terapia de conversa.

Eles não incluem qualquer contato físico ou relações sexuais na sessão, com parceiros ou com o terapeuta.

Veja também: O tamanho do pênis importa na hora do sexo?

Meu parceiro deve ir comigo?

Meu parceiro deve ir comigo?Se você e seu parceiro estão tendo problemas sexuais, é útil participar de sessões. Muitas vezes, os casais precisam de ajuda para se comunicar uns com os outros.

Eles podem não saber falar sobre suas necessidades sexuais. Ou pode haver problemas mais profundos no relacionamento que estão afetando o que acontece no quarto.

Se o seu parceiro não vai com você, a terapia sexual ainda pode ser benéfica para você sozinho.

Seu terapeuta pode ajudá-lo a elaborar estratégias para abordar seu parceiro sobre sua situação.

E se eu não tiver um parceiro?

Mesmo se você não tiver um parceiro, a terapia sexual ainda pode ajudar. Alguns pacientes evitam novos relacionamentos por causa de problemas sexuais, mesmo quando gostariam de estar em um casal.

Trabalhar com um terapeuta pode ajudar a resolver o problema e criar autoconfiança.

Broxei e agora?

O desempenho sexual de nós homens, afeta a nossa autoestima e nosso relacionamento. Cerca de metade dos homens brasileiros já broxaram na hora H. Depois que brocham a maioria dos homens começam a ficar ansiosos, pensando se isso vai continuar nas próximas vezes.

Broxei e agora estou com medo…

Broxei e agora estou com medo

Se nós sentirmos medo ou ansiedade, seu organismo vai liberar no seu corpo um hormônio chamado adrenalina na corrente sanguínea.

O nosso coração vai bater mais rápido, a sua mão ou seus pés poderão suar ou talvez ficarem mais frios, a boca pode ficar seca, um frio na barriga, alteração no intestino. O corpo começa a suar e para alguns vem até a vontade de ir ao banheiro.

A adrenalina diminui a capacidade dos vasos sanguíneos do corpo, inclusive e principalmente os vasos do pênis. Quando se diminui o calibre dos vasos do pênis, ele fica com pouco sangue dentro dele e vai ficar mole no mesmo instante.

Leitura importante: O tamanho do pênis importa na hora do sexo?

O que fazer na hora H?

Você broxou e a sua parceira está do seu lado e, também, não sabem o que fazer e com tanta vergonha quanto você algumas mulheres tendem a achar que a culpa é delas.

Conversar nessa hora não é muito eficaz, então, demostre que está com tesão e continue a brincadeira mesmo que não tenha penetração.

Broxei 3 vezes!

Quando você brocha várias vezes seguidas, é bom buscar ajuda de um profissional que consiga avaliar a causa do problema e cortar o mal pela raiz. Afinal, isso pode destruir o seu relacionamento ao longo prazo.

Por que os homens broxam?

  • Falar demais durante o ato;
  • Nem tudo o que assistimos em casa pode ser reproduzido na hora H;
  • Muitos homens perdem o tesão ao ver uma mulher vestindo uma lingerie estranha;
  • Nada de ditar regras na hora em que estiver transando;
  • Ficar ansioso demais pode atrapalhar a ereção;
  • Autoestima baixa;
  • Problemas de ereção.

Como controlar o nervosismo na hora H?

  • Se você possui ansiedade fale com seu parceiro;
  • Se você tem um parceiro fixo faça amor e não sexo;
  • Converse com seu parceiro sempre;
  • Se entregue na hora do sexo;
  • Faça atividades físicas para cuidar do corpo e da mente.
  • Melhore sua alimentação, o uso de suplementos pode ser bem eficaz quando usado de maneira correta.

Broxei na primeira vez…

Broxei na primeira vez

Isso já aconteceu comigo e acontece com vários homens. Nós não temos motivo nenhum para nos sentimos envergonhados disso. Se foi a primeira vez que aconteceu, você também não tem motivos para se preocupar.

Só é considerado um problema de impotência sexual se você não conseguir ter ou manter uma ereção em várias das tentativas.

Dicas para não falhar na hora H:

  • Tente não ficar ansioso;
  • Faça estímulos e melhores as preliminares;
  • Pense sobre o que te deixa excitado;
  • Mantenha sua mente focada só no sexo

Falta de ereção na hora H

Alguns homens buscam medicamentos contra a falta de ereção.

O Viagra e o Cialis funcionam no organismo, para preparar o pênis para a ereção, mas a ereção só acontece porque existe o estímulo e o desejo sexual.

No entanto, hoje em dia existem opções melhores do que o Viagra e Cialis, veja no vídeo abaixo qual é:

Quando isso não acontece a melhor opção é tomar suplementos ou substâncias afrodisíacas, que vão agir aumentando a sua libido e o desejo sexual.

Alguns alimentos afrodisíacos:

  • Ovo;
  • Ovo de codorna;
  • Canela;
  • Maca peruana;
  • Gengibre;
  • Ostra;
  • Vinho;
  • Catuaba;
  • Ginkgo Biloba;
  • Abacate;
  • Morango;
  • Melancia.

Por que broxei?

Por que broxei

Fatores psicológicos podem ser a causa das disfunções. As preocupações do dia a dia e a ansiedade podem afetar tanto a vida sexual do homem quanto da mulher.

Os problemas e desafios são grandes e o sujeito passa a liberar hormônios que vão aumentar sua pressão arterial e o trabalho cardíaco, através do mecanismo de vasoconstricção arterial, ou seja, contração das artérias.

Isso vai afetar sua vida sexual, principalmente a qualidade da ereção, e, a partir do momento que afeta a vida sexual, a ansiedade toma conta, e o sujeito passa a se ver como impotente para todas as situações, inclusive para a sua válvula de escape, que é o sexo.

Existem vários fatores que podem afetar sua vida sexual:

  • Excesso de álcool no organismo;
  • Tabagismo;
  • Se estava nervoso, ansioso, estressado ou inseguro;
  • Medo de gozar rápido demais;
  • Uso de alguns medicamentos pode afetar a libido;
  • Doenças como diabetes e pressão alta.

O tamanho do pênis importa na hora do sexo?

Tamanho do pênis importaUma grande preocupação dos homens e nem tanto para as mulheres. Assim pode ser analisada a questão sobre o tamanho do pênis.

Essa questão, de certa forma, é muito subjetiva, pois vai variar de acordo com o gosto de cada mulher.

Existem homens que acham que ter um número de centímetros a mais na cueca significa que a relação sexual é boa por si só. Acontece que isso não traz relação com a verdade.

O homem ter um tamanho de pênis acima da média pode fazer com que ele ache que é o melhor na cama, mas de nada adianta você ser abençoado pela natureza e não saber o que fazer com o que recebeu.

Já por outro lado, existem mulheres que esperam que o homem tenha uma boa ginga, rebolado, saiba o que está fazendo, mas que tenha também um volume na cueca, pois isso, para umas, é fundamental.

Acontece que essa é uma discussão que envolve diversos aspectos, entrando no subjetivismo. Umas irão gostar, aceitar, outras já fazem questão de que tenha o pênis grande.

Há quem diga que esse problema é muito mais masculino do que feminino. Os homens que perdem seu tempo pensando em como aumentar o pau e como engrossar o pau. As mulheres só desejam ser amadas e terem uma noite agradável.

O que o homem pode fazer na cama para conquistar a mulher sem precisar ter o pênis grande?

Conquistando uma mulher na camaA primeira coisa que o homem precisa fazer para satisfazer a mulher na cama, é não se preocupar com esse problema. Levar preocupações para o lugar onde a relação sexual acontecerá acarretará em problemas podendo, aí sim, prejudicar a noite.

Deixando as preocupações de lado, existem algumas maneiras para suprir a ausência de centímetros na cueca e, para que nenhum homem se sinta desvalorizado, este texto trará algumas dicas que os ajudarão a darem e sentirem prazer na cama com a sua parceira.

1- Invista nas preliminares

Um homem que investe nas preliminares é capaz de aumentar a sensação de prazer da mulher, dando a ela motivos para alcançar o orgasmo.

Pode ser que o pênis do homem seja realmente pequeno, aí, nesse caso, ele deverá explorar ao máximo as preliminares, para que, quando chegar a hora da penetração, a mulher esteja extremamente excitada, que não venha questionar neste momento.

Entenda o seguinte – se você não faz preliminares, sua relação sexual e até mesmo seu relacionamento pode não durar muito.

2- Utilize outros artifícios

Se o homem sentir que na hora da penetração pode deixar a desejar, ele só deverá ir aos finalmente depois de deixar a mulher excitada. Para que isso aconteça, ele deverá utilizar meios que dão prazer à mulher, como língua, dedos, boca.

Uma combinação perfeita entre esses três itens é um sexo oral, utilizando os dedos para masturbá-la e beijar o seu corpo todo, de forma que ela nunca tenha sido beijada. Quando sentir que a mulher está desejando ser penetrada, aí sim, faça-a.

3- Tente o melhor encaixe

Um dos grandes problemas na relação sexual é a questão do encaixe. É preciso escolher a melhor posição para que a penetração possa acontecer.

Uma boa dica é deixar a mulher por cima, pois ela, com o movimento do corpo, descobrirá o melhor encaixe, ajudando a relação. Outra informação importante é que, enquanto a mulher estiver de barriga para cima, coloque uma almofada em baixo, de modo que a sua nádega fique em cima dele, elevando o quadril, ajudando na penetração do pênis na vagina.

Não fazer com que a mulher abra muito as pernas, pois isso fará com que a musculatura da vagina dilate, diminuindo as chances da mulher ter um orgasmo.

4- Um brinquedinho sempre vai bem

Se você quiser optar por uma ajuda extra, as lojas de produtos eróticos estão sempre com produtos disponíveis para ajudar o homem a turbinar o tamanho do pênis. Existe um extensor peniano texturizado que faz uma massagem na vagina, aumentando o tesão na mulher.

Antes do homem cravar que o seu pênis é pequeno, ele precisa entender que, a média do tamanho do órgão sexual masculino no brasileiro é de 14cm. O pênis só é considerado pequeno nos homens que possuem o órgão com menos de 10 centímetros.

Já os homens que possuem órgãos sexuais superiores a 17 centímetros são considerados grandes.

4 Dicas cruciais para ter um relacionamento duradouro

Relacionamento duradouro

Ter um relacionamento duradouro é uma qualidade de poucos casais atualmente.

É fato que grande parte das separações são desnecessárias, pois poderiam aprender a gerir a zanga ou a fúria e impedir a construção de um ciclo negativo de discussões e conseguir reduzir o estresse no relacionamento.

Nesse texto queremos compartilhar para você como você pode ter um ótimo relacionamento com sua parceira. Afinal, saber os principais motivos que podem estragar o seu relacionamento é uma boa maneira de enfrentar os problemas e conseguir lidar com um relacionamento para torná-lo bem sucedido e duradouro.

1- Controlar o ciúmes

Ter ciúmes é normal para qualquer pessoa e em qualquer relacionamento.

É fato que o ciúme de forma controlada pode ser positiva, pois sugere cuidado com as pessoas que amamos. Mas quando o ciúme é por excesso, existe o sentimento de posse, o ciúmes se torna incontrolável.

Por isso, o primeiro passo para você controlar e até mesmo evitar o ciúmes é cuidar da sua autoestima.

Se você é inseguro e acha que outros homens são melhores ou mais interessantes do que você, as chances de você se tornar um homem ciumento aumenta. Com isso aumente sua autoconfiança, quando se sabe o seu valor fica muito difícil pensar que sua parceira pode te trocar por outro.

Outra dica para controlar ou acabar com seu ciúmes é confiar na sua parceira. Afinal, a confiança é um dos pilares de um relacionamento.

Jamais pense no que pode acontecer, pense nas coisas boas a respeito do outro em questão, acredite mais, se acontecer algo, você, com certeza, saberá. Se sua parceira não demonstra confiança para você, acho melhor repensar o porquê continuar com ela. Pois, a confiança é obrigatória em qualquer relacionamento de qualidade.

2- Controlar o apego

apego emocionalO apego emocional é uma relação de dependência em que uma pessoa é manipulada por outra. De forma geral, o apego emocional funciona como uma forma de prisão para algumas pessoas que acabam sendo limitadas pela relação de dependência que estabelecem com outros indivíduos.

Infelizmente, muitos homens sofrem disso e acabam virando prisioneiros de suas parceiras. E se libertar desse apego é essencial para quem deseja voar mais alto com as suas próprias asas e ser mais feliz emocionalmente.

Para combater esse problema é muito importante saber se auto controlar. A partir do momento em que você compreende que é dono da sua personalidade e de quem é, pode se manter mais forte diante de situações que desencadeiam a dependência emocional e trabalhar para minimizá-la.

Aumentar sua autoestima também é muito importante na hora de acabar com o apego emocional.

Uma dica muito interessante é procurar ajuda de um profissional que pode ser fundamental e muito eficaz nessas horas.

3- Aumentar a libido

Assim como a confiança, comprometimento, respeito, o sexo é muito importante para um relacionamento de sucesso.

Para isso, é preciso manter e aumentar a ligação e quanto mais você praticar com sua parceira, melhor é o sexo. Com a prática vem a segurança e o entusiasmo.

Entretanto, a falta de libido vem acompanhado nos relacionamento atuais. Vários fatores contribuem para esse problema como a ansiedade, depressão, estresse do dia a dia e até mesmo a má alimentação.

Essa última tem um grande destaque porquê é com a alimentação que fornecemos nutrientes fundamentais para o corpo produzir hormônios e neurotransmissores que favorecem o aumento do apetite sexual.

Não sei se você sabe, mas a testosterona é conhecida como um hormônio sexual masculino. Esse hormônio é parte do que impulsiona o desejo, a fantasia e os pensamentos sobre o sexo, e até mesmo ajuda a fornecer energia para o sexo.

Os níveis de testosterona masculino diminuem gradualmente à medida que envelhecem e quando o mesmo se têm uma alimentação desequilibrada, rica em massas, carboidratos simples e doces. O fato é que menores quantidades desse hormônio diminui a massa muscular, diminui o desempenho sexual e reduz drasticamente a vontade de fazer sexo causando até a impotência sexual ou a ejaculação precoce.

O fato é que devido esse problema, muitos homens recorrem a alguns medicamentos como o Cialis ou o famoso azulzinho (viagra).

Algumas maneiras de combater esse problema é incluir em sua alimentação alimentos ricos em proteínas e alimentos afrodisíacos como a canela, pimenta vermelha, gengibre, ginseng, ostras e os famosos alimentos ricos em zinco que ajudam aumentar o nível de testosterona no corpo.

Caso tenha dificuldade de ingerir todas os nutrientes essenciais para o corpo, abaixo segue o artigo onde falamos sobre os principais suplementos para o homem:

http://houseofbricks.net/4-suplementos-otimos-para-qualquer-homem/

Praticar alguma atividade física também é fundamental para melhorar sua vida sexual e aumentar seu apetite sexual. Por isso, saia do sedentarismo a todo custo, ok? 😉

4- Acabe com o egoísmo

EgoísmoO egoísmo é quando uma pessoa coloca seus interesses, opiniões, desejos, necessidades em primeiro lugar do ambiente e das demais pessoas com que se relaciona.

É fato que o egoísmo pode acabar com o relacionamento. Não interessa se você é um homem charmoso, sincero e educado. Se você é uma pessoa egoísta com sua parceira, significa que seu relacionamento tem prazo de validade.

Ser mais observador é ótimo para quem busca acabar com o egoísmo. Por isso, olhe bem a sua volta e identifique aqueles que possam estar precisando de você. Seus familiares, amigos, vizinhos, conhecidos ou desconhecidos e claro, sua parceira.

Entenda que quando você decide ouvir quem está por perto, há muito mais chances de resolver os impasses da rotina de forma criativa. O egoísta perde muitas oportunidades ao deixar de ar ouvidos ao outro, com medo de que seus objetivos estarão sob ameaça.

Veja abaixo algumas maneiras de como combater o egoísmo:

  • Doar sangue;
  • Ser gentil;
  • Compartilhar seu alimento com quem precisa;
  • Ser doador de medula;
  • Dar carona;
  • Deixar alguém que está com muita pressa passar na sua frente.